Arquivado em la Categoría » Artesanato retalhos «

segunda-feira, julho 22nd, 2013 | Author:

Saquinho.

Você vai precisar:
Linha mouliné Anchor, DMC ou Maxi Círculo nas cores indicadas na chave junto ao gráfico
Tecido xadrez amarelo e branco: uma tira de 20 x 60 cm
Fita de cetim amarela
Retalho de etamine branca: 12 x 10 cm

Como fazer:
1 Borde o motivo na eta-nüne conforme o gráfico.
2 Desfie a etamine com cuidado.
3 Dobre a tira ao meio e apligue o retalho bordado em um dos lados.
4 Costure as laterais da tira pelo avesso.
5 Revire e faça a bainha dobrando 1 cm mais 3 cm para o avesso.
6 Passe outra costura a 1 cm da primeira deixando uma abertura para passar a fita.

Compartilhe no:
  • Orkut
sexta-feira, outubro 05th, 2012 | Author:

RAÍZES.
Eles podem ser tecidos em faixas, que depois são unidas num todo, pintados com batik ou feitos industrialmente. Como não poderia deixar de ser, além do uso cotidiano, os panos desempenham também funções sagradas. Bordados, búzios, pedras e cores identificam os orixás representados na vestimenta. Falando em cores, os africanos acham que vale esbanjar, exagerar mesmo na intensidade e mescla de tons, porque eles a-traem várias formas de energia, cada uma associada a um sentimento positivo, como satisfação, encanto e felicidade. Com o objetivo de transmitir conhecimentos como esses a todos os brasileiros, foi criado em São Paulo o Centro Cultural Oduduwa, pelo nigeriano Síkiru Sàlámi. King, como é mais conhecido, pertence à nobre linhagem nigeriana Kenta, e se orgulha, com toda razão, de ser um autêntico nagô, nascido na tribo Yorübá. Com uma formação acadêmica sólida – ele é administrador de empresas e sociólogo, com pós-graduação na Universidade de São Paulo -, King atingiu o grau -de sacerdote no culto religioso africano, que tem sua expressão máxima nos orixás. Como mestre, King mostra aos seus alunos o que é a África sob o ponto de vista cultural, religioso e humano a partir do pensamento puramente africano, eliminando os equívocos da interpretação brasileira, resultantes da falta de compreensão da língua ioruba. No Centro Cultural Oduduwa, nome que significa “o grande antepassado dos iorubas”, há a realização de cursos sobre a arte africana e os orixás, e intercâmbios que tanto levam brasileiros à África como trazem africanos ao Brasil. Além disso, o Centro tem um acervo de publicações aberto ao público para consultas. Para se atualizar, King viaja sempre à África, colecionando objetos como roupas típicas, tecidos sempre muito coloridos, esculturas em madeira de divindades e máscaras usadas em rituais. As peças podem ser apreciadas no Centro. Como a cultura africana está espalhada pelo mundo, as atividades do centro cultural não se restringem ao Brasil, e o professor King acaba entrando em contato com pessoas de vários países das Américas e da Europa. Não só para promover a arte como também para divulgar o pensamento africano, segundo o qual o ser humano só vai evoluir quando fizer as coisas para os outros como se fosse para si próprio.

FORMAS GENEROSAS GANHAM EXPRESSÃO NA MADEIRA, ENQUANTO OS SANTOS DO CANDOMBLÉ DITAM AS CORES DO PANO-DA-COSTA, FAIXA DE TECIDO QUE INTEGRA AS VESTES DO PAI-DE-SANTO.

Compartilhe no:
  • Orkut
domingo, julho 17th, 2011 | Author:

Tecido com arte

RECORDAÇÕES DE VIAGENS.
MATERIAL EMPREGUE: Unho, em cor branca, linha DMC Mouliné Especial, nas cores que figuram junto aos esquemas. Pape! químico especial pora bordado. Uma agulha de bordar.
PONTOS EMPREGUES: Ponto de cruz, Ponto lineal Ponto plano: (ver pontos ulilizados).
REALIZAÇÃO: Dividir o linho em 4 parles iguais com um dinhavo em ca contrastante. Centrar os motivos contando os fios do linho, tendo em conla que cado símbolo do esquemo corresponde a 2 fios do linho em cada sentido. Bordar com 2 fios de linha DMC Mouliné Especial, sobre 2 fios dc linho, em cado sentido, pora o ponto de cruz e com 1 lio de linho sobre 2 fios do linho. em cada sentido, pora o ponto lineal (excepta no ca que se menciona com 2 (tos no símbolos do esquemo), seguindo o esquema. Continuar, transcrevendo os desenhos das letras, que se dão em amanho nalurol, para o linho, com a ajuda do papel químico especial pora bordado; ver fotografia pora a sua disposição. Bordor com 2 fios de linha DMC Mouliné Especial de cor branca em ponlo pionc. Se as letras ficarem muilo grendes ou pequenos, podem-se reduzir ou ampliar em fotocopioebra.

Compartilhe no:
  • Orkut
segunda-feira, junho 06th, 2011 | Author:

Artesanato com retalhos

Retalhos de papel sobre tela.
Material necessário:
Tintas Acrílica da Acrilex azul-turquesa.
Rolinho de pintura .
Tela caixa tamanho 20 x 30 cm .
Multicolage da Acrilex .
Tinta Dimensional da Acrilex preta .
Retalhos de folhas de revista em forma de losangos em tamanhos iguais.
Pincel n° 24 série 815 Tigre.
Dê duas demãos de tinta azul-turquesa na tela, utilizando o rolinho. Aguarde a secagem entre elas.
Agora, passe o Multicolage no verso dos losangos.
Sobreponha-os na tela aleatoriamente.
Então, com o pincel n° 24, passe o Multicolage sobre eles.
Em seguida, delimite os losangos e acrescente alguns detalhes, simulando pipas, com a tinta dimensional preta.
Depois, enfeite com algumas bolinhas.
E, para finalizar, decore a parte ao redor das pipas com a tinta dimensional.

Compartilhe no:
  • Orkut
sábado, junho 04th, 2011 | Author:

Retalhos de papel sobre tela

Material necessário:
Tinta Acrílica da Acrilex amarela-de-cádmio.
Rolinho de pintura .
Tela caixa tamanho 20 x 30 cm .
Multicolage da Acrilex.
Tinta Dimensional da Acrilex preta.
Retalhos de folhas de revista em forma de bolinhas em tamanhos iguais.
Pincel n” 24 série 815 Tigre.
Para iniciar, passe duas demãos de tinta amarela-de-cádmio na tela com a ajuda do rolinho. Aguarde a secagem entre elas.
Agora, com o pincel n° 24, passe o Multicolage no verso dos círculos.
Sobreponha-os na tela, de cinco em cinco, simulando pequenas flores.
E, passe o Multicolage sobre os recortes.
Agora, delimite as flores com a tinta dimensional preta.
Com a mesma tinta, faça alguns pontinhos dentro do miolo das flores.
Em seguida, faça risquinhos, simulando as nervuras das pétalas.
Dê um toque a mais. Faça caracóis.
Em seguida, contorne as bolinhas e decore usando sua criatividade.

Compartilhe no:
  • Orkut
quinta-feira, outubro 07th, 2010 | Author:

Artesanatos para crianças

CRIANÇA TAMBÉM TEM VEZ!
Muita diversão e uma gostosa maneira da criança aprender bricando. Historinhas alegres e educativas compondo com carinho, esta linda coleção.
Maravilhas vão surgir nas páginas destas lindas e exclusivas revistas.

Compartilhe no:
  • Orkut
domingo, julho 11th, 2010 | Author:

A palhas coreanas

Morçen House foi buscar no oriente seu novo lança mento : palhas coreanas feitas de fibras naturais desidra-tadas, as palhas que estão fazendo sucesso na europa e nos estados unidos, acabam de cheqar ao brasil

Compartilhe no:
  • Orkut
quarta-feira, junho 02nd, 2010 | Author:

Aprender a bordar gratis

Com a site pintura-tecido.com, Enxoval em Ponto Cruz, Ponto Cheio, Bordados em Copa & Cozinha, Bordado em Sianinha, Bordado Xadrez, Bordado em Fita e  Tricô e Crochê Bebê seus bordados ficarão irresistíveis. Corra_até a banca mais próxima e renda-se aos encantos desta arte lucrativa.

Compartilhe no:
  • Orkut
terça-feira, janeiro 26th, 2010 | Author:

Bolsas em tecido

Bolsas em tecido.
Posicione o avesso do tecido azul no avesso do acoplado. Depois, alfinete o viés lilás dobrado nas duas extremidades maiores da peça.
Alfinete também o lado direito do zíper sobre o viés lilás e costure.
Faça o mesmo para prender a outra parte do zíper no outro lado da nécessaire e rebata a costura na borda do viés.
Para as alças do zíper, corte o retalho duas vezes no tamanho de 6 cm X 3 cm. Dobre ao meio – lado direito com direito -costure e desvire.

Compartilhe no:
  • Orkut
segunda-feira, janeiro 25th, 2010 | Author:

Bolsa tecido

Em seguida, recorte as peças sobre o risco.
Retire o papel protetor das aplicações.
Coloque as aplicações na lateral do tecido azul e passe novamente a ferro para fixar.
Com a linha para bordar e a agulha, faça o caseado em toda a volta da aplicação.

Compartilhe no:
  • Orkut